Meditação diária de 19/03/2021 por Flávio Reti – Quando é a melhor idade para a criança ir pra escola?
19/03/2021
Feliz Sábado
19/03/2021

Comentários da Lição 12 (1º Trim/2021)

O Desejado de todas as nações.

Verso para memorizar:

“As nações se encaminham para a sua luz, ó Jerusalém, e os reis são atraídos para o resplendor do seu amanhecer”(Isaías 60:3).

“As nações se encaminham,” o reflexo do caráter Divino visto em Israel, junto com as bençãos do céu, teria atraído os gentios e os convencidos de superioridade de adoração e do serviço ao Deus verdadeiro.

“E os reis seriam atraídos,” a glória de Deus revelada em Seu povo e em Sua igreja, atrairia não só os humildes, mas também, os grandes da Terra.

Até mesmo os reis, serão atraídos a luz que brilha da palavra de Deus.

(Isaías 49:23- 52:15).

Em Isaías 58;3, o povo pergunta a Deus “Porque jejuamos, a se Tu nem notas? Porque nos humilhamos, se Tu não levas isso em contas? Por outro lado, Isaías 59;1 sugere outa pergunta, algo como: “Por que imploramos que a mão do Senhor nos Salve, mas Ele não o faz?

Estes questionamentos levantados pelo povo de Israel, podem ser os mesmos que nós o povo “cristão contemporâneo” levantamos, as circunstancias da vida como perdas, tragedias, acidentes, violência e muitas outras coisas que vivemos no mundo atual, podem fazer que nos esqueçamos que há causa de tudo e está intimamente ligada ao pecado e suas consequências para humanidade. O profeta Isaías apresenta a solução para os dilemas da vida, a apresentação do Messias como o libertador do pecado, o Desejado de todas as Nações, o efeito do pecado sobre a humanidade trouxe consequências sobre o relacionamento divino-humano.

O pecado é primeiramente uma rejeição a Deus, um afastamento Dele e de sua vontade para com a humanidade, o ato pecaminoso traz sobre o homem, a consequência não do abandono Divino, mas do afastamento do homem da presença de Deus. Podemos ver o exemplo de Adão e Eva no jardim do Eden, Genesis 3;8, depois do pecado, Adão e Eva buscaram se esconder da presença de Deus. O pecado nos separa de Deus, não porque o Senhor não alcance o pecador, mas porque o pecado nos leva a rejeitar Sua oferta Divina.

Isaías 59 apresenta o problema e as consequências alarmantes que o pecado traz para o homem em seu aspecto individual e as suas consequências no aspecto coletivo, no que diz a respeito sobre viver em comunidade, o apostolo Paulo em sua carta aos Romanos no cap 5e vers 12 apresenta esta consequência de o pecado ter sido passado coletivamente para a humanidade pelo ato de um só individuo, más no mesmo capitulo no versículo 19  em diante, vemos que por intermédio de um homem agora na pessoa de Cristo a graça passou par todos que aceitaram seu sacrifício de cruz e agora vivem por Ele.

Muitas pessoas pensam que, no juízo, a pergunta será: quem pecou? Mas essa pergunta não precisa ser feita, pois todos pecaram. Em vez disso, a pergunta a ser feita será: Quem foi perdoado? O ato de sacrifício trouxe consigo a consequência de salvação através da pessoa de Jesus Cristo.

Em Isaías 60:1,2 apresenta a descrição de Deus libertando o seu povo após o exílio, essa descrição é apresentada com a imagem de Deus criando luz das trevas, indicando um cumprimento supremo na salvação por meio de Cristo.

O Espírito de Deus estava sobre esse Ungido, que é apresentado no capítulo 61, o que significa que Ele era um messias ou Messias, Qual é o trabalho do Messias durante “o ano da boa vontade de Jeová”? Pregar boas novas aos abatidos, vendar os quebrantados de coração, levar liberdade aos cativos, levar aos presos abertura da prisão, trazer consolo a todos os enlutados, dar aos afligidos de Sião: a) Glória em lugar de cinza. b) Óleo de gozo em lugar de luto. c) Manto de alegria em lugar de espírito angustiado. Esta obra foi exclusiva de Jesus (Lucas 4:16-21), ou também é nosso dever proclamar as boas novas como também “o ano da boa vontade de Jeová”?

“Andem humildemente com Deus, pede-lhe que torne claro o caminho a seguir. Quando Ele fala a seus representantes, pedem-lhes que sejam seus cooperadores, estes realizam o mesmo tipo de trabalho que Jesus anunciou como sendo uma obra ao erguer-Se e falar na sinagoga de Nazaré.” E.G.W. (Testemunhos para a igreja, vol. 9, pg. 202)

“A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes;” (Isaías 61:2) Em Nazaré, Jesus parou de ler Isaías pouco antes de falar do dia da vingança. Porque? Pois chegará o dia em que Deus se vingará de seus inimigos e executará a justiça (Is. 63:4; Na 1:9; 2Ts. 1:8; P. 19:15). E ele o fará com total equidade, para que cada joelho se dobre reconhecendo a justiça divina (Is. 45:23; Fil. 2:9-11). O trabalho de Jesus na época não era julgar o mundo (João 12:47). A vingança devia esperar. Da mesma forma que agora não é hora de esperar que a justiça seja cumprida, mas somos convidados a deixar vingança a Deus (Romanos 12:20).

“Poderiam acaso aqueles cujos corações estão cheios de ódio a Deus, à verdade e santidade, unir-se à multidão celestial e participar de seus cânticos de louvor? Poderiam atribuir a glória de Deus e do Cordeiro? Não, absolutamente… Uma vida de rebeldia contra Deus incapacitou-os para o Céu. A pureza, santidade e paz dali lhes eram uma tortura; a glória de Deus seria um fogo consumidor… O destino dos ímpios se fixa por sua própria escolha. Sua exclusão do Céu é espontânea, da sua parte, e justa e misericordiosa da parte de Deus” E.G.W. (O grande conflito, pg. 542).

Somente o sacrifício da Jesus Cristo pode trazer paz e vida para a humanidade que cada vez mais sofre pelas consequências que o pecado traz para terra, devemos nós hoje atentarmos para a situação do mundo atual e levar essa mensagem de esperança para um mundo cada vez mais envolto em trevas espirituais.

Pr. Levi Araújo

Comunidade Jovem Unasp-HT.

Os comentários estão encerrados.