Utilidade Pública – Suporte gratuito para o Imposto de Renda
05/04/2019
Meditação de Pôr do Sol 05/04/2019 por Brenda Pimenta
05/04/2019

Comentários da Lição 1 (2o Trim/2019) por Classe ECC

5Comentário da Lição da Escola Sabatina – 2º Trimestre de 2019

Lição nº 1 – Os Ciclos da Vida

“Tudo tem seu tempo determinado, e há um tempo para todo propósito debaixo do Céu” (Ec 3:1)

Acabamos de terminar uma incrível lição escatológica que nos apontou os caminhos no fim da história desse mundo e o glorioso futuro que espera os salvos. Essa lição que se inicia nos mostra na prática como viver em família em cada estação da vida se preparando para estar lá entre os remidos por Cristo, nas mansões celestiais.

“Estações da Família” nos permitirá abordar os ciclos da vida. Enquanto vivemos nesse mundo, é inevitável crescer, se desenvolver, passar por desafios, tempos de angústia, tempos de alegria, tempos de plenitude, de sonhos realizados, tempos de amadurecimento, tempos de envelhecimento e finalmente, o encerrar do ciclo da vida aqui neste mundo: a morte. Felizmente, no plano original de Deus, a constância e a regularidade dos ciclos não incluem a morte, mas sim o viver eternamente. Podemos desfrutar dessa perspectiva já neste mundo, pois o encerrar da vida aqui é apenas um intervalo de tempo antes de ver Jesus face a face.

Todos nós entendemos que, mesmo depois dos mais de seis mil anos de pecado, nossa vida ainda continua a fluir em ciclos dos mais variados tipos. São ciclos biológicos, ambientais, políticos, de relacionamento, familiares, emocionais (Ec 3:1-8). Faz parte do projeto criativo de Deus o ritmo, a mudança, para que a vida não seja estática, monótona. E, no contexto atual, em praticamente todas as áreas da vida, sabemos que mudanças são as únicas coisas das quais temos certeza.

Na rotina da vida, desde o Éden e ainda antes da queda, Deus criou duas instituições fundamentais ao bom andamento da vida humana. A Família e o Sábado. E ambas estão profundamente relacionadas. Precisamos avaliar constantemente o quanto o sábado tem sido uma benção para nossa família. O problema é que na correria desenfreada da vida, é muito comum chegar ao pôr-do-sol aos cacos, olhando o 7º dia apenas como um dia de descanso. Na verdade, chegar ao sábado aos pedaços é destrutivo e errôneo. Deveríamos reservar parte da nossa energia para entreter comunhão com o Criador, testemunhar e passar tempo de qualidade em família. Lembre-se que no primeiro sábado deste mundo Adão e Eva descansaram um dia após terem sido criados, portanto, em plenas condições de ter tempo de qualidade com Deus. Isso não foi por acaso.

Quantos de nós estamos perdendo os filhos, passando uma imagem distorcida de Deus e do sábado pela incapacidade de usar este dia para momentos singulares em família! Usemos este dia para visitar a natureza, um importante revelador do caráter de Deus, brincar com os filhos, viver momentos agradáveis com os amigos. Isso não tem como estar dissociado do contexto de uma vida cristã de sucesso.

O sábado também precisa estar acompanhado da vida cristã de oração. Aliás, ambos têm algo em comum. A renovação do sábado nunca está tão longe que não possa ser alcançada. Ninguém pode tirar o sábado de você. Ele vem, toda semana ele vem! Você pode ter um encontro a cada sábado com Jesus, ainda que o mundo esteja caindo ao seu redor. E a oração? Ela não pode ser afetada por forças externas. Ninguém pode impedir você de orar. Dá para orar até nas piores circunstâncias, até na prisão.

Outro aspecto importante da vida é a criação de hábitos. Nos apegamos aos hábitos e, quanto mais velhos ficamos, mais difícil se torna mudá-los. Por isso é relevante romper com alguns “ciclos” ruins da vida e adquirir hábitos que nos fortaleçam e fortaleçam a vida em família. Algumas dicas simples são: devoção pessoal, culto em família, momentos de oração, falar de Jesus nas oportunidades que Deus lhe concede, dedicar tempo de qualidade aos filhos e viver uma vida como mais humor!

No Lar Adventista, falando sobre “O Alcance da Influência do Lar” (pág. 31-32), Ellen White, menciona que a maior prova do poder do cristianismo que pode ser apresentado ao mundo é uma família bem ordenada. Isso fala mais em favor do cristianismo que todos os sermões que se possam pregar. E, se você acha desafiador ter um lar assim, ela também menciona que os anjos de Deus visitarão com frequência o lar em que a vontade de Deus domina (L.A. pág. 31). Vale a pena o esforço!

Avancemos nos ciclos e nas estações da vida, refletindo sobre como ser mais semelhantes a Jesus para que, se preciso for chegar à última estação da vida aqui neste mundo, tenhamos condições de dizer como Paulo “combati o bom combate, acabei os ciclos, guardei a fé”(II Tim 4:7).

Comentário escrito por Edilei Rodrigues de Lames, professor da Classe da Escola Sabatina “Classe do Amigos – 59”. Tem atuado nos departamentos de mordomia, escola sabatina e tesouraria ao longo dos últimos 10 anos.

Os comentários estão encerrados.