Comentários da Lição 1 (1ºTri/2015)
03/01/2015
Comentários da Lição 3 (1ºTri/2015)
17/01/2015

Comentários da Lição 2 (1ºTri/2015)

Comentário da Lição da Escola Sabatina
Lição 2 – Dos Ouvidos aos Pés
Por Josele Vizotto

 

ATAQUE E DEFESA

Alguns pacientes meus após retornarem de um período de tratamento para serem reavaliados, na tentativa de “mostrar serviço” dizem como adotaram os pães integrais, frutas e mais saladas às refeições. Isso é importante, mas, quando pergunto se abandonaram o consumo regular de refrigerantes ou frituras, ou mesmo se restringiram o consumo de sal (nos hipertensos), açúcar (nos diabéticos) ou gorduras (nos dislipidêmicos), a resposta em geral é negativa…

Então os levo a pensar no futebol. O que vai acontecer se jogarmos só no ataque ou só na defesa? O sucesso vem de se usar com eficácia as duas estratégias.

Não basta deixar de fazer coisas ruins; é preciso escolher coisas boas.

Nessa semana Salomão nos convidará a evitar certas coisas, mas buscar intensamente outras, muito importantes.

Nos capítulos 4 a 6 dos Provérbios ele se coloca como um pai conselheiro:

No capítulo 4 está bem intencionado em mostrar o caminho da sabedoria ao filho e apela para ser ouvido;

No capítulo 5 mostra a importância dos relacionamentos puros e decentes (inclusive os sexuais), a fim de se evitar derrota moral (e matrimonial).

No capítulo 6 adverte contra o ócio e as amizades doentias (que, aliás, podem ter forte interligação), como aquelas nas quais nos colocamos em dependência ou dívida para com alguém, ou aquelas com pessoas sem Deus no coração e que nos colocarão na rota da destruição.

Apesar de tão eloquentes, verdadeiras e sábias palavras, quero citar um pequeno comentário da Bíblia Thompson: “Salomão foi mais um professor do que um exemplo. Mostrou o caminho da sabedoria, mas, … não caminhou por ele. Seu filho Roboão seguiu seu exemplo em vez de seus conselhos, e se converteu num governante insensato e mau.”

Gosto muito das frases a seguir:

“A melhor maneira de se ensinar o caminho a alguém (a um filho) é andar por esse caminho antes.”

“Suas ações falam tão alto que não consigo ouvir suas palavras.”

Elas refletem a verdade inquestionável da força do exemplo.

Mas voltemos a Salomão. Suas importantes palavras ainda têm muito a nos ensinar. Ele mesmo, ciente da força do exemplo pessoal, no capítulo 4:4 diz: “Ele me ensinava e dizia…” (parece Moisés, em Deuteronômio 6:7 dizendo: “tu as ensinarás aos teus filhos, e delas falarás … andando pelo caminho, e ao deitar-te e ao levantar-te”, mostrando que ensinar com eficácia é viver).

Isso me faz lembrar de outra frase legal que serve pra todos nós (pais ou não), no que tange ao exemplo e testemunho: “pregue (testemunhe) a todo o tempo e somente se for necessário, use as palavras.”

Lembre-se: ESCUTAR (ou “ler”, ato fisiológico, sensorial) não é a mesma coisa que OUVIR (entender e ATENDER).

Tome um tempo pra ler Provérbios 4 a 6. Descubra a função protetora da sabedoria!!

Peça a Deus o Espírito Santo pra não só “escutar” (ler) mas também “OUVIR” (atender).

ATAQUE MAS TAMBÉM DEFENDA. Isso é sabedoria.

Josele

Os comentários estão encerrados.