Feliz Semana
29/05/2021
Feliz Sábado
04/06/2021

Comentário Lição nº10: A Nova Aliança

Primeiro temos que entender que aliança é um pacto entre duas ou mais partes com um objetivo de interesse mútuo…. isto em termos gerais de relacionamento humano! Mas quando falamos de aliança de Nosso Deus em relação aos seres humanos, encontramos um aspecto mais intenso em relação a forma e objeto destes pactos firmados geralmente por Deus conosco e que estão descritos nas escrituras sagradas. Mais intenso em forma e objeto porque geralmente se trata de salvação física e espiritual que O Senhor outorga em diversas oportunidades, veja vários exemplos bíblicos destes pactos de salvação firmados por Deus.

Mas como vimos neste trimestre existe uma aliança feita por Deus com o homem de caráter mais significativo: a aliança feita com Israel no Sinai no antigo testamento e a aliança do novo testamento que chamamos de A Nova Aliança. E como vimos na lição desta semana as alianças são as mesmas, não há diferença de objeto em ambas, apenas uma nova nomenclatura didaticamente mencionada pra que o ser humano entendesse que o propósito ainda é o mesmo: Salvação.

O problema da antiga aliança – a do Sinai para os israelitas antigos, foi que a quebra unilateral (lado humano) da aliança. Aí O Senhor em sua misericórdia faz uma “nova” aliança e chama de aliança renovada e a primeira vez que é mencionada na bíblia está descrito pelo profeta Jeremias e foi como um presente ao povo declarando que O Senhor não havia se esquecido do seu povo embora seus pecados fossem terríveis motivo de separação do seu Criador.

Não importava quanto o povo tivesse sido rebelde, O Senhor sempre tem planos para resgatar e salvar os seus filhos que se arrependem e desejam pela fé viver em harmonia de relacionamento com Deus – isto é a nova aliança na prática. E será uma oportunidade para todos os seres humanos, independentemente de nacionalidade ou qualquer diferença entre nós.

Temos também que entender que a primeira aliança para ser entendida e praticada havia todo um ritual de sacrifícios para o povo se conscientizar que eles dependiam de um substituto pra serem salvos. Na “nova” Aliança este método didático foi alterado porque o Senhor Jesus se entregou por nossos pecados e a forma de entender o processo da salvação é mais simples do ponto de vista de relacionamento entre humano e Divino.

Então temos a mesma aliança, com uma roupagem diferenciada no novo testamento, mas com o mesmo objetivo: um Deus buscando um pacto de relacionamento com o homem rebelde e oferecendo o melhor que Ele tinha para selar este pacto, o seu amoroso filho por mim e por você.


Wagner Tonini
Classe do ECC e Amigos
Membro da igreja do UNASP Hortolândia

Os comentários estão encerrados.