Novo Site da Igreja
23/10/2021
Culto Divino
29/10/2021

Comentário Lição 05

Os estrangeiros no meios de vocês

                                                           Amai, pois, o estrangeiro, porque fostes estrangeiros na terra do Egito. (Deut. 10:19 ARA)

O primeiro estrangeiro

Abraão, o pai da fé, o símbolo do eleito de Deus foi o primeiro estrangeiro do texto bíblico. Não apenas ele, mas também seus filhos, mesmo antes de nascer, já eram forasteiros em terra estranha. Veja na passagem a seguir.

Então, disse a Abrão: Saibas, decerto, que peregrina será a tua semente em terra que não é sua; e servi-los-á e afligi-la-ão quatrocentos anos. (Gen. 15:13 ARC)

Nesse episódio, o próprio Deus faz uso dessa palavra. Deus também tinha prometido terra para Abraão em sua primeira conversa (Gen 12:1). Depois de um tempo juntos Deus conta uma novidade, apesar da promessa ainda estar em pé, ele e seus filhos não serias os beneficiados da terra da promessa. Ele não teria terra. Seria um viajante. Sem um lugar. Sem uma origem, um forasteiro.

Essa ideia está associado nesse episódio com a misericórdia de Deus. Ele e seus filhos seriam estrangeiros pois Deus ainda tinha paciência com os moradores de Canaã. A medida de sua iniquidade ainda não tinha transbordado. Então, pelo misericórdia de Deus com outros, o eleito seria forasteiro. Logo, desde de sempre, a ideia de não ter a terra da promessa estava associada com o outro ter uma oportunidade.

Estrangeiro e peregrino sou entre vós; dai-me possessão de sepultura convosco, para que eu sepulte o meu morto de diante da minha face. (Gen. 23:4 ARC)

Abraão encerra sua ultima fala no texto sagrado relembrando algo que ele aprendeu com o próprio Deus. Ele era estrangeiro. Sem terra. Logo, ele compraria a terra que era dele, Canaã, a terra da promessa. Se Deus não deu a terra pra ele, ele não aceitaria da mão de outros. Ele aceitou sua condição de estrangeiro e insiste em comprar a capela, para enterrar sua amada. O eleito não tira vantagem, ela abençoa pessoas. Paga caro naquele pedação de chão. Beleza do estrangeiro é saber que a vida não é sobre aceitar presentes, mas sim dar presentes. Não é sobre ser abençoado por outros, mas sobre abençoar. Aceitar as promessas também é aceitar as não promessas.

O libertador Estrangeiro

Moises foi o segundo personagem bíblico a se declarar forasteiro. Ele coloca o nome do próprio filho de estrangeiro. Faz isso já no deserto após ter assassinado um Egípcio.

a qual deu à luz um filho, a quem ele chamou Gérson, porque disse: Sou peregrino em terra estranha. (Ex. 2:22 ARA)

Logo após esse episódio, Deus visita Moises e promete libertar o povo do Egito. A libertação acontece com Moises antes de Deus aparecer pra ele. A libertação acontece que ele é forasteiro. Em outras palavras, ele não resolveria os problemas de violência e opressão de Israel com violência e opressão. Era preciso saber esperar e confiar. Somos todos peregrinos perente um deus que é dono de tudo, inclusive da terra. A vida de Moisés muda, de Israel muda, tudo muda, quando esse líder percebe que ele é estrangeiro. Que ele depende de um Deus que é pai de uma nação de estrangeiros, e sabe o que é melhor. É nesse primeiro deserto que Moises se encontra.

A inclusão do estrangeiro na aliança

A pascoa, a festa da libertação. Onde o cordeiro é sacrificado e o sangue nos umbrais livrava o povo da morte, era uma celebração da inclusão. Desde a primeira festa, havia lugar nessa refeição para o estrangeiro.

Por sete dias, não se ache nenhum fermento nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado será eliminado da congregação de Israel, tanto o peregrino como o natural da terra. (Ex. 12:19 ARA)

Qualquer pessoa poderia participar da pascoa. A festa da libertação também era a festa da inclusão. Todos se fazem um na mesa do cordeiro. As leis, mandamentos, direitos e deveres eram os mesmo. O senso de igualdade sempre esteve presente em Israel. Outro exemplo disso é o próprio sábado.

mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro que está dentro das tuas portas. (Ex. 20:10 ARC)

Esse é o único mandamento em que o forasteiro é mencionado. O dia do senhor, também é o dia da inclusão. A santidade está no sendo de coletividade e igualdade. O estrangeiro também tem acesso a benção do descanso. A santidade também é daquele que não tem uma linhagem real, ou um sobrenome, ou quem sabe um pedaço de terra. O sábado é para todos. O estrangeiro sempre esteve presente na aliança. Veja esse belo texto do livro de deuteronômio.

Guardai, pois, as palavras deste concerto e cumpri-as para que prospereis em tudo quanto fizerdes 10 Vós todos estais hoje perante o SENHOR, vosso Deus: os cabeças de vossas tribos, vossos anciãos, os vossos oficiais, todo o homem de Israel,  11 os vossos meninos, as vossas mulheres e o estrangeiro que está no meio do teu arraial; desde o rachador da tua lenha até ao tirador da tua água; 12 para que entres no concerto do SENHOR, teu Deus, e no seu juramento que o SENHOR, teu Deus, hoje faz contigo;(DT 26)

O rei estrangeiro

Por fim, o s reis também são estrangeiros. Davi se declara estrangeiro quando entra em contato com o senso de abnegação e doação do povo. O contexto aqui é o de construção do templo. Quando o rei convida o povo a doar e ajudar na construção ele vê uma bela cena. Todos doam. Todos entregam. O senso de abnegação é fundamental no onceiro de estrangeiros e peregrinos em terra alheia. Quando percebemos que nosso lugar não é aqui, simplesmente doamos. Simplesmente abrimos mão de nós mesmo e participamos de algo maior. A construção dos sonhos de Deus.

Porque quem sou eu, e quem é o meu povo para que pudéssemos dar voluntariamente estas coisas? Porque tudo vem de ti, e das tuas mãos to damos. (1 Chr. 29:14 ARA) Porque somos estrangeiros diante de ti e peregrinos como todos os nossos pais; como a sombra são os nossos dias sobre a terra, e não temos permanência. (1 Chr. 29:15 ARA)

Pr. Lucio Henrique Pereira

Os comentários estão encerrados.