Culto de Oração
20/07/2021
Meditação diária 24/07
24/07/2021

Comentário da lição Escola Sabatina 4

O Custo do Descanso

17 a 23 de julho de 2021

Tema Geral

Busca-se de forma desesperada encontrar paz e quietude. Nos grandes centros urbanos existem quartos sem internet para serem alugados por hora. Clientes pagam para se sentar em silêncio. Cápsulas de dormir estão disponíveis em aeroportos. Também existem no comércio fones de ouvido com redutor de ruídos. Tudo isto para oferecer um pouco de silêncio e paz, pontua o Guia de Estudos desta semana.

“O verdadeiro descanso tem um custo. Embora os ‘promotores’ da autoajuda queiram nos fazer acreditar que podemos determinar nosso próprio destino … e descanso … quando consideramos isso honestamente, percebemos nossa incapacidade de trazer o verdadeiro descanso ao nosso coração” (p. 45). O presente estudo vai analisar o custo do descanso espiritual.

Verso para Memorizar

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável” (Sl 51: 10).

Domingo – Cansado e Exausto

“Em uma agradável noite de primavera, o inquieto rei Davi caminhava no terraço de seu palácio … [Quando] ele viu uma mulher “muito bonita” tomando banho na casa dela. Seus impulsos pecaminosos venceram naquela noite, e ele dormiu com Bate-Seba, esposa de um oficial de confiança do exército … A dolorosa história da família de Davi após esse momento nos lembra que, mesmo sendo rei, ele não estava acima da lei de Deus” (p. 46).

Comentário

A história registrada no texto bíblico traz em si severa advertência. Agenda vazia pode ser sinal de exaustão pessoal. Davi deveria estar liderando o exército, porém, estava em casa como que “sem fazer nada”. Mente vazia é oficina de Satanás, diz o ditado popular. Descansar em Cristo é ancorar a mente a alma em coisas superiores da vida!

Segunda – Despertando a Consciência

“A repreensão de Natã tocou o coração de Davi, despertou sua consciência, e a terrível gravidade de seu crime veio à tona. Seu ser se curvou arrependido diante de Deus. Com lábios trêmulos, disse: “Pequei contra o Senhor!” (v. 13) Todo mal que é feito a alguém se reflete em Deus. Davi tinha cometido um grave pecado contra Urias e Bate-Seba e sentiu isso profundamente. No entanto, seu pecado contra Deus era infinitamente maior” EGW, PP, p. 722.

Comentário

O adultério rouba a paz e viola a consciência. Envolvido pelo sentimento de culpa o pecador busca justificativas próprias para encobrir o pecado. Todavia, o caminho mais curto é ir a Cristo e reconhecer o erro que inquieta o coração. Ir direto ao ponto: “Senhor pequei contra Ti. Por misericórdia, perdoa-me, limpa-me com hissopo e ficarei limpo”.

Terça – Perdoado e Esquecido?

“Quando consideramos o custo do descanso em Jesus, devemos primeiramente reconhecer que precisamos de ajuda; somos pecadores e necessitamos do Salvador; confessamos nossos pecados e clamamos ao Único que pode nos lavar e renovar. Quando fazemos isso, somos encorajados. Mesmo sendo um adúltero, manipulador, assassino, que tinha transgredido pelo menos cinco dos Dez Mandamentos, Davi suplicou o perdão de Deus” (p. 48).


Comentário

O pecado traz consequências mortais. Na vida de Davi verifica-se infelizmente o quanto o câncer destruiu a família e afetou gerações embora tivesse sido perdoado por Deus. O perdão divino é real, todavia, as cicatrizes permanecem. A grande notícia é que no colo de Deus recebemos a cura mediante os méritos de Cristo que reconstrói a vida e oferece Esperança.

Quarta – Algo Novo

“Davi não desejava perder a consciência de viver na presença de Deus. Ele percebia que sem o Espírito Santo, ele era franco. Sabia que, com a mesma facilidade com que tinha caído em pecado com Bate-Seba, poderia pecar novamente. Sua autoconfiança foi destruída” (p. 49).

Comentário

Após a confissão sincera Davi fez um pedido: “Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me expulses da Tua presença, nem tires de mim o Teu Santo Espírito. Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer” (Sl 51: 10-12). Quem descansa em Cristo vive a plena alegria da salvação. Isto é tudo!

Quinta – Refletores da Luz de Deus

“Depois de superar um fracasso embaraçoso e experimentar o perdão, a coisa mais natural a fazer é tentar esquecer que o evento aconteceu. Lembranças de derrotas podem ser dolorosas … Cada vez que Deus perdoa nossas transgressões e nos recria, algo muda. O precioso perdão divino cola nossos pedaços, e as fissuras visíveis podem chamar a atenção para Sua graça. Podemos nos tronar os alto-falantes de Deus” (p. 50).

Comentário

Existe íntima relação entre o Salmo 51 e a declaração do apóstolo João: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 Jo 1:9). Existe uma condição: ir a Cristo. Felizes são aqueles que buscam descanso, confessando com humildade a condição de pecadores. Só Cristo é capaz de colar o que sobrou dos cacos e recriar a nova perspectiva de vida.

Sexta – Destaque

O pecado nos esmaga, porém Cristo nos liberta. Diante de situações embaraçosas lembre-se de

  • Ir a Cristo do jeito que você se encontra;
  • Confessar sua culpa sem rodeios;
  • Perdoar e aceitar o perdão;
  • Destruir tudo que lembre o passado;
  • Permitir que o Espírito Santo haja em sua vida;
  • Viver a alegria da salvação.
  • Seja Feliz!

_________________________________________________

Jael Eneas

Pastor Emérito da Igreja Adventista e Assessor de Comunicação do IDE-GO

Os comentários estão encerrados.